Recorde nos depósitos: €138.306 milhões

 Os dados relativos a janeiro de 2016 difundidos pelo Banco de Portugal revelam um recorde nos depósitos: €138.306 milhões. Ou seja, desde outubro de 1989, mês em que começou a série de dados do Banco de Portugal, que nunca tinha havido um valor tão elevado de depósitos a prazo por parte de particulares colocado junto de bancos a operar em Portugal. Se lhe juntarmos os depósitos das empresas o valor ascende aos €167.554 milhões que não será um recorde histórico mas anda lá perto. neste caso o valor mais elevado foi atingido em outubro de 2015: € 168.621 milhões.

 

Recorde nos depósitos – um gráfico:

Note-se que nestas estatísticas incluem-se os depósitos total colocados juntos das instituições financeiras, incluindo as depósitos a prazo. Por outro lado, não é feita qualquer correção para a inflação. Ainda assim, o valor e a tendência crescente revelam uma evolução contrária à evolução de descida da remuneração dos depósitos que se vem registando há largos meses. A remuneração real dos depósitos é baixa, mas já houve outros períodos no passado em que foi claramente negativa. A realidade é que com taxa de inflação a rondar os 0,5% é ainda possível encontrar depósitos a remunerar acima do aumento dos preços no consumidor.

Também em alta está a aplicação de poupança em Certificado do Tesouro Poupança Mais mas esse será tema para um outro artigo que publicaremos em breve. Para já recordamos os Melhores Depósitos a Prazo – Março 2016.

Recorde nos depósitos: €138.306 milhões

 Bons negócios!

Pode continuar a a acompanhar aqui novos recordes nos depósitos bancários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.