Cerca de 83% dos depósitos a prazo pagam mais do que a inflação prevista

Com a difusão ontem de uma previsão atualizada para a inflação em 2014 feita pelo Banco de Portugal, fomos consultar a nossa base de dados com os melhores depósitos a prazo em oferta em março com vista a identificar  os que oferceme mais do que aquilo que a evolução dos preços levará. Atendendo a que o Banco de Portugal estima que 2014 tenhamos o segundo valor mais baixo para a inflação em dezenas de anos (em 2009 os preços diminuiram 0,9%), constatámos que 241 dos 292 depósitos a prazo que acompanhamos oferecem um retorno depois de impostos de pelo menos 0,5% (a inflação prevista), ou seja, cerca de 83% dos depósitos que analisamos garantem, pelo menos, a manutenção do poder de compra.

Sendo certo que as taxas de juro dos depósitos a prazo estão em queda e que, em termos nominais, se aproximam de valores historicamente baixos, em termos reais ainda oferecem um valor significativo. Em média, o ganho real do stock de depósitos a prazo feitos por particulares estará a pagar cerca de 1,5 pontos percentuais acima da taxa de inflação prevista e os melhores depósitos pagam um excedente igual ou ligeiramente superior a 2 pontos percentuais.

Ficará a revisão da taxa de inflação para 2014 por aqui? Não sabemos, mas, para já, a variação homóloga do último mês aponta para uma inflação aindam ais baixa. Para que tal perspetiva não se confirme, em algum momento dos meses que faltam até ao final de 2014, os preços terão de entrar num padrão de aceleração. Pos enquanto, continuam a desacelerar. Para descobrir quais os melhores depósitos a prazo em termos de taxas de juro visite a nossa página com as atualizações mais recentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.