Depósitos a Prazo: última atualização de 2018

As taxas de juro poderão já ter começado a subir lá longe, do outro lado do Atlântico, mas para já e, provavelmente, durante largos meses, as consequências desse movimento não serão sentidas ao nível dos depósitos a prazo em Portugal.

 

Depósitos a Prazo: última atualização de 2018

Na atualização ao conjunto das melhores taxas de juro de depósitos a prazo que completámos a 5 de outubro de 2018 constatámos que nos últimos seis meses muitos bancos mantiveram as suas taxas sem alteração e os poucos que as reviram fizeram-no em baixa, partindo de um posição acima da média global para convergirem com o resto da “manada” ou quase…

De facto, apesar de as taxas de juro dos depósitos a prazo, no final de 2018, oscilarem numa banda muito estreita –  entre os 0% e os 2,25% – ainda é possível encontrar diferenças entre os 17 bancos que acompanhamos. E dessas diferenças resulta um ganho maior ou menor ou, face à inflação ascendente, um maior ou menor capacidade de mitigar a perda de poder de compra.

A verdade é que nos últimos meses há cada vez mais dinheiro em depósitos à ordem (à taxa 0,00%) e cada vez menos em depósitos a prazo, mesmo sabendo-se, como comprovamos na página de melhores taxas de juro de depósitos a prazo, que ainda é possível encontrar depósitos não promocionais a um ano que pagam pelo menos 1,3% de TANB (no caso, do Banco Invest). Uma taxa bem acima da média de novos depósitos as famílias que, em agosto de 2018, segundo o BCE, em relação a Portugal e para depósitos acima de 1 ano, foi de 0,20% (média de 0,07% em Espanha para igual período).

Provavelmente alguns aforradores consideram que, para um juro tão baixo mais vale ter o dinheiro à ordem, o que fará sentido em termos racionais se considerarem, por exemplo, que o seu tempo vale mais do que o retorno que obteriam a mudar de banco (em busca do juro mais simpático). Notem contudo que podem ter um depósito a prazo sem terem uma conta à ordem nesse banco e evitando assim as comissões galopantes.

Quanto perde por ter o dinheiro parqueado? Na melhor das hipótese (ou pior, dependendo do ponto de vista), considerando a oferta regular que não depende de ofertas promocionais, um capital de €25.000 num depósito que remunera 1,3% de TANB rende, já descontados os impostos, cerca de €234/ano (€93,6 se forem €10.000 ou €468 se forem €50.000).

Seja como for, apresentamos neste artigo a última atualização da nossa informação sobre mais de 200 depósitos a prazo relativa a 2018.

Bons negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.