Montantes depositados confirmam retoma junto de particulares

Montantes depositados confirmam retoma junto de particulares. No dia em que se ficou a saber que a taxa de inflação continua a descer, amenizando, em termos de remuneração real, a redução das taxas de juro dos depósitos a prazo, foram divulgadas as estatísticas de abril de 2013 relativas aos montantes colocados em depósitos a prazo.

A taxa média de novos depósitos fixou-se, em abril de 2013, nos 2,36% (particulares) e 1,89% (empresas).

Segundo o Banco de Portugal, abril registou pelo terceiro mês consecutivo, um aumento  dos valores depositados pelos particulares.

O aumento em abril terá sido de €276 milhões confirmando-se assim que os aforradores portugueses não se atemorizaram pelos desenvolvimentos verificados em Chipre e na Europa.

Os depósitos das empresas também aumentaram €310 milhões. Sublinhe-se que se tratam de comparações tendo por base os meses imediatamente anteriores. Uma comparação homólogo apresentaria uma estagnação entre os particulares e uma queda significativa entre as empresas (cerca de 15%).

O stock de depósitos colocados em depósitos a prazo terá totalizado em abril os €158,1 mil milhões quase o equivalente à riqueza gerada num ano por todos os residentes.

Esta análise é atualizada frequentemente no Melhores Depósitos a Prazo.

Um comentário sobre “Montantes depositados confirmam retoma junto de particulares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.