Deflação em Portugal: Parabéns! A taxa de juro do seu depósito a prazo aumentou…

Entre julho de 2013 e julho de 2014 o preço de um cabaz de compras de referência para o consumidor português desceu de preço em quase 1%. E se compararmos os preços médios desse cabaz nos últimos 12 meses por comparação com os 12 meses imediatamente anteriores descobrimos que os preços também desceram ligeiramente: 0,2%. Estamos portanto, em deflação técnica, ou por outras palavras, numa situação de descida generalizada dos preços. Depois de 2009 devemos ter um novo episódio: o da deflação em Portugal em 2014.

Tendo por base os dados mais recentes do INE podemos dizer que o dinheiro parado (num depósitos à ordem sem juros ou num cofre, etc) está neste momento a ganhar poder de compra à medida que o tempo passa e assim será enquanto não existir de novo inflação mas antes deflação. E o que se passa com os depósitos a prazo? Na prática continua a verificar-se o que lhe dissemos no artigo “Depósitos a prazo: constituir para ganhar ou para não perder?” só que agora coma inflação negativa ou… descida de preços. É certo que as taxas de juro dos depósitos a prazo continuam a descer mas na prática a inflação continua também ela a descer tendo passado inclusive a ser negativa pelo que o poder de compra real adquirido por um aforrador ao depositar a sua poupança num depósitos a prazo não está a cair na mesma proporção a que desce o juro contratado, na realidade pode até estar a subir bastando para isso que o juro médio dos seus depósitos a prazo esteja a descer mais lentamente do que a velocidade a que os preços do bens e serviços no consumidor estão a regredir.

Em suma, continua a fazer sentido olhar para os depósitos a prazo como uma alternativa de baixo risco para a poupança uma alternativa considerar com outras, é certo, mas que continua a garantir um retorno claramente positivo. Este cenári ode deflação não é contudo algo particularmente positivo. A esse propósito recomendamos a leitura da peça: É oficial: Portugal está em deflação e isso não é uma boa notícia no Economia e Finanças.

Entretanto não deixe de escolher o melhor depósito a prazo para o sua opção de investimento. Informe-se consultando a nossa base de dados com os melhores depósitos a prazo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.