Há mais de 200 depósitos que pagam acima da inflação registada em 2013

Mais de 200 depósitos que pagam acima da inflação, quais?

Um diário de grande circulação [Correio da Manhã] faz hoje manchete com a frase “Depósitos perdem dinheiro” rematada com o subtítulo “Bancos oferecem juros abaixo de 1%” e ainda com a chamada “Taxas perto de zero com rendimento inferior à inflação”. Não tendo adquirido o dito jornal para verificar os argumentos, fomos contudo confrontar a nossa base de dados com estas afirmações.

Constatámos que a 7 de janeiro de 2014, dos 289 depósitos analisados, 276 pagavam, em termos líquidos, mais do que a taxa de inflação registada em 2013 (0,3%), 209 pagavam mais do que a taxa de inflação esperada para 2014 (0,8%) e que  176 pagavam mais do que 1%, repetimos, em termos líquidos (mais do que 1,4% em termos brutos).

Há ainda 42 depósitos que pagavam mais de 2% em termos líquidos e sete a pagar acima dos 2,5%.

Como já aqui referimos, é inegável que as taxas de juros dos depósitos a prazo têm vindo a descer ao longo do ano em termos nominais, mas é também verdade que a taxa de inflação desceu mais depressa o que, na prática, levou a que, neste início de 2014, os depósitos a prazo estejam, em média, a remunerar, em termos reais (os que verdadeiramente interessam ao aforrador) muito acima do que pagavam há uma ano ou um ano e meio. Recordamos a nossa peça: “Taxas de juro de depósitos a prazo afinal estão a aumentar

Estranha manchete. Em fevereiro atualizaremos a nossa base de dados antecipando algumas descidas ligeiras nas taxas de juro que têm vindo a estabilizar nos últimos meses.

Recomendamos ainda:

Um comentário sobre “Há mais de 200 depósitos que pagam acima da inflação registada em 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.