Para quem tem pouco para poupar, os certificados de aforro continuam no topo

Para quem tem pouco para poupar, os certificados de aforro continuam no topo das aplicações que oferecem o melhor juro. Na realidade há um depósitos que identificámos que paga um pouco melhor, o Poupança Objetivo do ActivoBank que não tem mínimo de subscrição e paga uma TANB de 1,4% a três meses. Os certificados de aforro em fevereiro de 2015 (mínimo de subscrição de €100) pagam menos, 1,058% de TANB, cerca do dobro a terceira oferta com mínimo de subscrição inferior ou igual ao dos certificados, o Nono-Micro DP do BIC que paga 0,5% de TANB.

 

Certificados de aforro continuam no topo

Se alargarmos a comparação entre os certificado de aforro e todos os depósitos a prazo a três meses, sem filtrar por imposição mínima de subscrição, a posição competitiva dos certificados muda substancialmente: mesmo excluindo os depósitos promocionais (que tipicamente pagam melhor, mas só se aplicam em situações muito particulares), os certificados surgem na 15ª posição em 49 possíveis. Ou seja, ficam acima do meio da tabela mas são batidos largamente por 14 depósitos a prazo não promocionais, a saber:

Banco Nome do Depósito TANB TANL Tipo de Taxa Depósito Mínimo
ActivoBank Poupança Extra 2,25 1,620 Depende de condições 25.000
Novo Banco NB 92 Dias 1,75 1,260 Juros pagos à cabeça 50.000
Invest Depósitos a Prazo 1,75 1,260 Fixa 75000
Invest Depósitos a Prazo 1,55 1,116 Fixa 20000
BNI Europa 90 dias 1,5 1,080 Fixa ?
Novo Banco NB 92 Dias 1,5 1,080 Juros pagos à cabeça 15.000
Banco Carregosa Soma e Segue 1,5 1,080 Fixa 5.000
ActivoBank Net Activo/Escolha o Prazo 1,4 1,008 Fixa 500
ActivoBank Poupança Objectivo 1,4 1,008 Fixa 0
Invest Depósitos a Prazo 1,35 0,972 Fixa 2000
Novo Banco Net Super Rendim. 1,3 0,936 Fixa 500
Novo Banco NB 92 Dias 1,25 0,900 Juros pagos à cabeça 5.000
Banif Super Depósito Banif@ast 1,2 0,864 Fixa 1.000
BIC DP BIC Net 1,2 0,864 Fixa 10.000

Contudo, como se pode verificar apenas pela análise deste conjunto de dados parciais que caracterizam os depósitos, nem todos os aforradores poderão ter condições de aceder às taxas de juro mais interessantes. Para obter um juro de 2,25% TANB (mais do dobro do que pagam os certificados) terá de ter à cabeça €25.000 para investir um valor que seria insuficiente para conseguir a segunda e a terceira melhor taxa desta tabela.

Em suma, sentenciar que os certificados de aforro deixaram de ter competitivos pode depender, e muito, do perfil do aforrador que procura constituir uma poupança. O que se tornou para já evidente com a recente alteração dramática das taxas de juro dos certificados de aforro e do tesouro é que a dimensão da poupança (e também a duração do prazo) voltaram a discriminar de forma significativa os investidores quanto ao retorno que podem obter das suas poupanças neste grupo de aplicações de risco mais reduzido. Se tem pouco para poupar a realidade é que os certificados de aforro continuam no topo como uma das melhore opções.

Mais informação:

Atualize a informação deste artigo visitando ou descarregando a nossa base de dados frequentemente revista com os melhores depósitos a prazo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.