Principais Riscos dos Depósitos a Prazo I: Garantia de capital

Fundo de Garantia de Depósitos

Garantia de capital: quem deposita dinheiro num banco não espera que o seu dinheiro esteja em risco, ou seja, não espera perder dinheiro, em termos nominais, com esse depósito. Espera portanto que haja uma “Garantia de capital” seja qual for o tipo de depósito contratado.

Contudo, em caso de insolvência da instituição financeira, essa garantia pode não se verificar. Antes que isso aconteça há, no entanto,  um conjunto específico de salvaguardas e de procedimentos de segurança que terão de ser accionados.

Desde logo, há uma entidade de supervisão responsável por acompanhar a boa saúde financeira dos bancos – o Banco de Portugal – e, em caso de falha, incúria ou logro, há um regime de garantia que permite, em última análise, assegurar uma parte significativa dos montantes depositados na maior parte dos casos. Referimos-nos ao regime solidário interbancário que se concretiza no Fundo de Garantia de Depósitos e que protege até €100.000, mediante determinadas condições, os valores depositados.

Para conhecer melhor o Fundo de Garantia de Depósitos clique aqui e visite a nossa página sobre o tema.

Ver também o artigo “Principais Riscos dos Depósitos a Prazo II: Risco de Remuneração

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*