Depósitos a mais de 2 anos com peso recorde no total de depósitos de particulares

É um facto: depósitos a mais de 2 anos com peso recorde no total de depósitos de particulares. Os dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal revelam que os depósitos a prazo a mais de dois ano representaram, em junho de 2013, 29,5% do montante total de depósitos a prazo constituidos por particulares existentes na banca nacional.

Esta percentagem é a mais elevada desde o início da série divulgada pelo Banco de Portugal, ou seja, desde outubro de 1989.

O valor agora apurado foi de €39.031 milhões, mais 5,7% que em mês homólogo e mais 0,8% do que em maio de 2013.

Recorde-se que é para estes prazos que se encontram alguns dos depósitos com as melhores taxas de juro do momento conforme pode constatar na nossa folha especializada em depósitos a prazo (consulte o ficheiro com 320 depósitos diferentes) ou na página dedicada a depósitos a dois e mais anos.

Em contrapartida, os depósitos até um ano têm vindo a perder aforradores, desde que registaram um máximo histórico em dezembro de 2008, no auge da incerteza provocada pela crise financeira internacional.

Recorde-se ainda que em junho, o montante total de depósitos aumentou ligeiramente entre os particulares tendo diminuído entre as empresas. Em baixo apresenta-se o gráfico com as séries cronológicas dos montantes colocados em depósitos  por particulares para os intervalos de maturidade divulgados pelo Banco de Portugal.

Bons negócios!

Depósitos outubro de 1989 a junho de 2013
Depósitos outubro de 1989 a junho de 2013

Um comentário sobre “Depósitos a mais de 2 anos com peso recorde no total de depósitos de particulares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.